Multiplicidade do real
Tendência, interpretação
Explosão ininterrupta do futuro
Todos os nossos planos
São futuro do passado
Desparecem
E o que se avoluma é o falso
Diante de todas as possibilidades de verdade,
A que nunca existiu
Toma as primeiras páginas
Na hora em que todos falam
Nossa voz eh impotente
E assistimos – bestializados como sempre –
O nascer no novo Império da mentira,
O fascismo neoliberal.

Manifestação Mogi das Cruzes/SP 09/18